Menos acidentes envolvendo o transporte público

A Secretaria de Transportes do Estado de Jalisco, México, divulgou um relatório nesta primeira semana do ano 2022, indicando que em 2021 se manteve a redução de acidentes fatais com transporte público na Área Metropolitana de Guadalajara pelo terceiro ano consecutivo. O relatório pode ser visualizado através do link no final desta nota.

Os últimos três anos apresentam os indicadores mais baixos da história desde que os registros foram iniciados. Desde 2018, houve uma redução de 50% nas fatalidades relacionadas ao transporte público.

O comunicado oficial atribui a queda nos indicadores negativos a uma estratégia abrangente para melhorar a qualidade e a segurança do transporte público na Área Metropolitana de Guadalajara.

NÚMEROS EM QUEDA

De acordo com o documento, as fatalidades envolvendo unidades de transporte público nas ruas estão em uma tendência decrescente.

Em 2021, o número de mortes devido a este tipo de percalço era de 23 pessoas, duas a menos do que em 2020, quando 25 pessoas morreram por este motivo.

Isto representa uma diminuição de 8% em relação a 2020 e uma diferença de 50% em relação ao número de 46 de 2018.

Além disso, o número de acidentes diminuiu em 7%, de 155 em 2020 para 144 no ano que acaba de terminar. Em comparação com 2018, há uma diminuição de 65%, após 419 contratempos naquele ano.

O mesmo aconteceu com o número de feridos, 6,9% inferior ao de 2020 quando havia 288, em comparação com 268 em 2021. Em 2018 houve 1021 feridos, representando uma queda geral de 73%.

RAZÕES

O documento salienta que os indicadores positivos são o resultado da migração do antigo modelo de ‘hombre-camión’ para o modelo empresarial Mi Transporte, “que traz benefícios tanto para os usuários quanto para os operadores e transportadores”.

O texto relata que, desde dezembro de 2018, foram implantadas ações “que beneficiaram tanto a estrutura quanto a organização e operação do transporte público com o objetivo de ter um impacto positivo na segurança rodoviária”.

Segundo o documento, as medidas adotadas são: regularização e registro das concessionárias, implantação do pagamento eletrônico em 100% das unidades, atualização do modelo de treinamento de motoristas, monitoramento e supervisão contínua das operações de transporte público, atenção e acompanhamento de 100% das reclamações dos cidadãos, cursos de conscientização dos motoristas sobre usuários vulneráveis, renovação da frota de veículos com melhor tecnologia, visibilidade e acessibilidade.

Acessar o documento

Veja também

Por