Contrato firmado para mais de 2 mil ônibus com tecnologia sustentável, elétrica ou Euro VI

O Ministério dos Transportes e Telecomunicações do Chile informou na terceira semana de julho de 2021 a assinatura dos contratos referentes à Licitação para Fornecimento de Ônibus do Sistema de Transporte Público de Santiago, que permitirá a renovação de uma frota de até 2.030 novos ônibus com tecnologia sustentável, elétrica ou ecológica Euro VI.

Os contratos foram assinados entre o Ministério e as empresas representantes das marcas Mercedes-Benz, Volvo, Scania, Foton e BYD, que foram adjudicados a cada um dos cinco lotes de ônibus que incluem veículos dos tipos A e B para tecnologias ecológicas diesel Euro VI e elétrica, e tipo C, articulado, com tecnologia diesel Euro VI.

O novo modelo é composto por dois editais: um para garantir o fornecimento dos ônibus, que já outorgada; e a segunda que entrega a operação dos serviços e define um esquema com empresas de menor porte, com uma média de 400 ônibus por operadora.

O Ministério dos Transportes e Comunicações garante que este novo desenho vai conferir maior flexibilidade ao sistema com ferramentas que permitem a substituição de empresas que não cumpram os padrões de qualidade exigidos no novo contrato.

DEFINIÇÃO DE NÚMERO E TECNOLOGIA

Um ponto particularmente importante é que a definição final da quantidade de ônibus a serem fornecidos, de acordo com o seu tipo e tecnologia (diesel ou elétrico), será feita após a resolução da Licitação para Concessão de Uso das Vias, que atualmente está à espera do recebimento das ofertas previsto para meados de agosto de 2021.

Serão as operadoras que determinarão a quantidade de ônibus e o tipo de tecnologia que cada unidade de atendimento terá.

A licitação vai renovar uma frota de até 2.030 ônibus, que se somarão aos 2.220 que já estão em operação. Assim que os novos ônibus entrarem em operação, o número de ônibus “padrão Red” representará 62% da frota do sistema.

ATRIBUTOS E VANTAGENS

A Ministra dos Transportes e Telecomunicações, Gloria Hutt, observou que, com esta etapa, aproxima-se a implantação do redesenho do novo Sistema de Transporte Público de Santiago. “Com o novo sistema, o objetivo é implantar melhores ferramentas de inspeção e aumentar a qualidade das demandas de serviço para aprimorar o padrão de viagens dos usuários”.

O governo também gosta de repetir que os novos ônibus serão caracterizados por “elevados padrões de qualidade, segurança e conforto, para garantir uma melhor experiência de viagem para os usuários”.

Entre os principais atributos e vantagens que esta licitação proporciona ao transporte público destacam-se as maiores garantias dos ônibus e seus componentes, o estabelecimento de exigências e garantias para oferta de peças sobressalentes e apoio local.

São exigidos também: a manutenção da vida média dos ônibus e troca de baterias no caso de ônibus elétricos, câmeras de segurança interna e externa, sistemas de detecção de proximidade de objetos (para evitar atropelamentos e colisões), telas internas para exibição de informações de viagens, sistemas de eficiência energética e qualidade de condução e requisitos de treinamento para motoristas e pessoal de manutenção.

Além disso, são requeridos sistemas de informática e telemetria para melhor controle on-line do status dos veículos. Para garantir que a manutenção dos ônibus seja realizada de forma correta, foi incluído um sistema de certificação de manutenção da frota, de forma a garantir um serviço de qualidade até o final da vida útil dos ônibus.

Veja também

Por