Nova estação de recarga de ônibus elétricos

Em 10 de fevereiro de 2021, em Medellín, entrou em operação uma nova estação de recarga de ônibus elétricos. Com a nova unidade, localizada no bairro Belén Fátima, a cidade conseguiu aumentar a capacidade de carga de seus 64 ônibus elétricos, que entraram em operação em novembro de 2019.

A nova estação tem capacidade para fornecer energia a 60 ônibus por dia, graças a seis novos carregadores que se somam aos sete existentes nas estações do Terminal del Sur e na estação Universidad de Medellín. Sua operação tornará a operação mais eficiente em termos de horários, fluxos e capacidade de recarga.

Os novos carregadores, que têm 210 quilowatts de potência cada, permitem que até 12 veículos sejam conectados simultaneamente, dando a cada veículo 300 quilômetros de autonomia.

IMPORTÂNCIA

O prefeito de Medellín, Daniel Quintero Calle, disse em sua manifestação na solenidade de inauguração que, com os novos carregadores, será possível carregar em um único dia toda a frota elétrica que a cidade de Medellín possui hoje. “Isso nos permite avançar na grande aposta de Medellín, que é fazer desta uma EcoCidade. E significa que reconhecemos o impacto que geramos no planeta através da emissão de gases de efeito estufa e por isso tomamos medidas para mitigar”.

O Secretário da Mobilidade, Carlos Cadena-Gaitán, afirmou que, com os carregadores adicionais, é possível carregar todos os nossos veículos elétricos 24 horas por dia, todos os dias da semana. Ele ressaltou que isso faz parte do processo que Medellín vem conduzindo para ser consistente com a crise climática, os desafios planetários, desafios nos quais muitas cidades do mundo devem estar trabalhando para reduzir suas emissões e alcançar uma agenda de descarbonização.

O vice-ministro de Energia, Miguel Lotero, destacou que Medellín tem sido uma cidade pioneira em mobilidade sustentável na Colômbia, sendo, assim, um importante componente da transição energética que o governo nacional vem liderando a partir do Ministério de Minas e Energia. “Em 2019, a Colômbia era líder, em nível regional, nas vendas de veículos elétricos, e em 2020, apesar da pandemia de Covid-19, aumentou as vendas em 30%, graças, em grande parte, aos benefícios fiscais que nós estabelecido na Lei de Mobilidade Elétrica que emitimos em 2019″, concluiu.

Veja também

Por