Empresas têm até 11 de fevereiro de 2021 para encaminhar propostas para a construção dos quatro píeres que comporão o sistema de transporte público por barcos em Vitória, no Brasil

O Governo do Estado do Espírito Santo, na região sudeste do Brasil, informa que empresas interessadas têm até o dia 11 de fevereiro de 2021 para apresentarem as propostas em licitação para obras de construção de quatro píeres do aquaviário que se integrará ao sistema de transporte público da Região Metropolitana de Vitória, capital estadual.

Vitória uma das três capitais estaduais brasileiras localizadas localizados em uma ilha. A licitação está sendo coordenada pela Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi).  

O edital foi publicado na terça-feira, 12 de janeiro de 2021. Os detalhes foram anunciados pelo governador Renato Casagrande, em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

A implantação desse projeto é apontada como uma das prioridades do governo na área da mobilidade.

O valor máximo do investimento será de R$ 6.626.140,87 (USD 1.25 milhão). O vencedor terá 11 meses para executar os trabalhos, contados a partir da ordem de serviço.

As quatro estações ficarão localizadas nas localidade Prainha, na cidade de Vila Velha; na Enseada do Suá e Centro, em Vitória; e, em Porto de Santana, ma cidade de Cariacica. O modal será integrado ao sistema de transporte coletivo (Transcol).

ASPECTOS

O governador do Espírito Santo, governador Renato Casagrande, disse que o sistema aquaviário é um tema sempre debatido na Região Metropolitana de Vitória em razão de já funcionado anteriormente. “Trata-se de um modo que não transporta muita gente, mas dá uma opção a mais ao transporte, podendo melhorar também o fluxo terrestre, atendendo regiões específicas da Região Metropolitana. Por conta de nossa beleza natural, o aquaviário pode se tornar um fator de atração turística”.

O governador salientou que o sistema poderá ser estendido no futuro: “Estamos publicando o edital para construir esses pontos de parada, dando o primeiro passo efetivo. No futuro, vendo a necessidade de utilização, podemos aumentar de acordo com a demanda”.

ESTRUTURA

O secretário estadual de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, mencionou outros detalhes sobre o projeto. “A implantação do aquaviário também será feita em etapas. Primeiro, desenvolvemos os projetos dos trapiches, que foi uma etapa importante, pois o píer precisa ser muito bem executado para garantir a segurança e a acessibilidade do sistema. Agora, estamos contratando a execução da obra e, ainda este ano, vamos publicar o edital para contratar a operação do sistema”, explicou.

As estruturas vão contar com sala de espera, onde os passageiros vão aguardar o embarque. Para o acesso aos barcos, haverá uma interligação, tipo ponte, que será coberta para o conforto de quem usar o aquaviário.

O sistema aquaviário operou na Grande Vitória até a década de 1990, quando foi desativado. O edital e todos os documentos relativos ao processo licitatório estão disponíveis no site da Semobi.

Veja também

Por