Começa em 3 de setembro o principal congresso sobre trilhos urbanos do Brasil

No segundo dia dos trabalhos, 4 de setembro, a sessão da Associação Latino-Americana de Metrôs e Subterrâneos (Alamys) apresentar visões inovadoras sobre estratégias comerciais que ajudam a potencializar as receitas não tarifárias dos operadores, com participação dos metrôs de São Paulo, Santiago e Buenos Aires e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. 

Associação de Engenheiros e Arquitetos de Metrô (AEAMESP), de abrangência nacional, programou para o período de 3 a 6 de setembro de 2019, em São Paulo, a realização da 25ª Semana de Tecnologia Metroferroviária – o jubileu de prata do principal congresso sobre trilhos urbanos do Brasil.

RECEITAS NÃO TARIFÁRIAS NA AMÉRICA LATINA

No segundo dia dos trabalhos, 4 de setembro, a sessão da Associação Latino-Americana de Metrôs e Subterrâneos (Alamys) apresentar visões inovadoras sobre estratégias comerciais que ajudam a potencializar as receitas não tarifárias dos operadores.

A sessão terá introdução do especialista chileno Sebastian Court, secretário geral, Alamys. O coordenador dos trabalhos será Claudio Ferreira, diretor comercial, uma área recentemente criada pelo Metrô de São Paulo, Brasil, justamente paraimpulsionar a busca de receitas não tarifárias.

Os palestrantes serão Fernando Reyes, subgerente de Negócios, Metrô de Santiago, Chile; Eduardo Jorge Pereira, diretor de Planejamento e Novos Negócios da CPTM, São Paulo, Brasil, e Érica Peticco, diretora operativa de Qualidade do Serviço ao Usuário, Subterrâneos de Buenos Aires – ometrô da capital da Argentina.

OUTROS TEMAS PROGRAMADOS

Na tarde do primeiro dia, logo após a solenidade de abertura, haverá a entrega do 6º Prêmio Tecnologia & Desenvolvimento Metroferroviários ANPTrilhos-CBTU. A conferência internacional de abertura estará a cargo de Philippe Martin, diretor geral adjunto do grupo francês Régie Autonome des Transports Parisiens (RATP).

A programação prevê duas trilhas (um conjunto de sessões sobre um mesmo tema), uma delas referente aos sistemas de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) ou “bondes modernos”, e a outra sobre sistemas de metrô, esta, incluindo a sessão coordenada pela Associação Latino-Americana de Metrôs e Subterrâneos (ALAMYS). 

Ainda nesse dia, haverá a sessão internacional promovida pela revista Sobretrilhos, sobre o impacto da tecnologia nos transportes. Na parte da tarde, será desenvolvida uma sessão sobre recursos humanos e perfil do profissional de metrôs e ferrovias e sessões com trabalhos técnicos referentes a sistemas eletroeletrônicos.

Uma discussão sobre a Pesquisa Origem-Destino da Região Metropolitana de São Paulo, cujos resultados foram recentemente divulgados

Está programado também o III Seminário de Infraestrutura de Transporte Ferroviário. Trata-se de uma parceria entre a AEAMESP e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), que consistirá dedois painéis que discutirão o potencial de crescimento do setor ferroviário no país.

Em outros momentos haverá sessões técnicas sobre temas como via permanente, locomotivas, vagões e meio ambiente e novas sessões sobre sistemas eletroeletrônicos. 

O programa inclui ainda uma grande sessão da União Internacional de Transportes Públicos, Divisão América Latina (UITP/DAL) em que será discutido o tema Mobilidade urbana em tempos de mudança, com os resultados do Programa Melhores Práticas de Mobilidade Urbana na UITP, no biênio 2018/2019, temas de comunicação e marketing e uma discussão sobre inovação e gestão de riscos.

Outras sessões trarão um debate sobre a memória do Metrô-SP e outros aspectos operacionais. Haverá uma sessão especial da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Está programada ainda uma coletânea de quatro apresentações técnicas sobre sistemas inteligentes de transportes (ITS). E também sessões sobre planejamento, tratando especialmente das condições de vida e viagem dos habitantes a Região Metropolitana de São Paulo e ainda o tema do zoneamento territorial e assuntos correlatos.

Em sessão vespertina no último dia, o jornalista Alexandre Asquini, editor do site Mobilitas, apresentará um quadro sumarizado com os principais momentos e realizações dos 25 anos da Semana de Tecnologia Metroferroviária, que acompanha desde 2001. Com base nessa apresentação, representantes da indústria ferroviária e da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) debaterão o futuro deste evento.

Veja o hotsite da 25ª Semana de Tecnologia Metroferroviária com programação completa e informações sobre como se inscrever

Veja também

Por