Mudanças no TransMilenio

A Prefeitura de Bogotá informa que 1.441 ônibus troncais – que tradicionalmente são pintados de vermelho – chegarão paulatinamente ao TransMilenio a partir de 16 de junho de 2019.

O sistema também receberá, a partir do primeiro semestre de 2020, 594 ônibus elétricos, zonais – estes, pintados de azul – os quais fazem parte do Sistema Integrado de Transporte Público (SITP).

Cinquenta e um por cento da nova frota de ônibus troncais, ou seja, 741 ônibus, operarão com gás natural, o que, de acordo com o governo da capital colombiana, significa que a redução de material particulado será de 99,9% em relação aos ônibus que operam atualmente. Dos 741 ônibus a gás, 562 serão biarticulados e 179 articulados.

Chegarão também 700 novos ônibus a diesel com um filtro de padrão de emissão Euro V. Dos ônibus com essa tecnologia, 402 serão biarticulados e 298 articulados. Segundo o governo de Bogotá, com a mudança na tecnologia que será implementada – ou seja, ao passar do padrão Euro II para o Euro V com um filtro – será possível obter reduções nas emissões de poluentes de até 87 por cento.

INTERVENÇÕES EM 47 ESTAÇÕES

Além disso, a partir de julho de 2019, serão realizadas intervenções em 47 estações do sistema, a fim de ampliar sua capacidade e permitir a parada dos ônibus biarticulados.

De uma maneira simples, o governo tenta explicar como serão as mudanças nas estações. Três tipos de intervenções serão realizadas. A intervenção denominada ‘novo vagão’, significa que uma nova estrutura será construída dentro da estação, permitindo um melhor espaço para os ônibus biarticulados que chegarão. Um vagão é um espaço fechado e coberto, com portas de acesso aos ônibus, no qual os passageiros aguardam para embarcar.

A ‘ampliação’ é tornar uma estação existente maior, com o objetivo de que todos os usuários tenham mais espaço ao entrar e sair dos ônibus. Finalmente, a ‘externalização’ significa que as recargas e vendas de cartões estarão feitas fora da estação.

Em relação ao tempo de implementação das mudanças maiores, o governo de Bogotá informa que durante a atual administração – que terminará em 1º de janeiro de 2020 – o trabalho começará em 35 estações, e as 12 restantes estarão com projetos prontos ou já próximos da contratação da obra.

DOIS TIPOS DE MUDANÇAS

O subgerente técnico do TransMilenio, Felipe Ramirez, disse: “Continuamos fazendo mudanças para melhorar o serviço. A transformação do transporte público é uma realidade e com a chegada dos novos ônibus em junho, os usuários poderão se sentir melhor as mudanças que estamos fazendo”.

O subgerente explicou que algumas dessas mudanças são menores, consistindo na realocação de algumas paradas dentro das estações. “Essas mudanças são feitas para que novos ônibus articulados, ônibus grandes, possam aproximar melhor das estações e que os usuários possam fazer melhor uso deste serviço que iremos fornecer. Estas mudanças, alguns dos setores já as sentiram e continuarão a ver nos próximos dias e nos meses seguintes do ano”.

Ramírez destacou que grandes mudanças também estão sendo processadas. “Essas mudanças consistem na ampliação de alguns vagões e na localização de estações no sistema para que os usuários possam sentir o aumento de 40% dos espaços adicionais que teremos com a chegada de novos ônibus. Estamos falando de 1.441 ônibus com tecnologia avançada, a maioria a gás, reduzindo em 95% as emissões no sistema. Haverá 140 mil lugares adicionais que aumentam em 40% o espaço que tínhamos em ônibus e precisamente eles ajudam a melhorar o serviço aos nossos usuários na cidade.”

Veja também

Por