Buenos Aires começa a testar ônibus elétricos com diferentes tecnologias de carga e fornecedores

Em 16 de maio de 2019, os primeiros ônibus elétricos começaram a circular na Cidade Autônoma de Buenos Aires. Os ônibus têm diferentes tecnologias de carga e fornecedores. Três empresas locais, associadas aos fabricantes de ônibus elétricos, cederam as unidades em regime de comodato.

O governo da capital informou que se trata de um teste piloto com oito ônibus em quatro linhas e que durará um ano.  Resultado de um acordo firmado entre o governo nacional e o governo da cidade, a iniciativa constitui o primeiro passo para a adoção de um plano de maior escala na área metropolitana de Buenos Aires.

OBJETIVO DO TESTE PILOTO

O objetivo do teste piloto é avaliar a viabilidade técnica dessa nova forma de mobilidade, bem como sua viabilidade operacional, econômica e ambiental. Os resultados, que serão avaliados em conjunto com o Banco de Desenvolvimento para a América Latina (CAF), serão um instrumento fundamental para a adoção de um plano de maior escala na Área Metropolitana de Buenos Aires que, com cerca de 18.000 ônibus, possui uma das maiores frotas na região.

Por dois anos, o governo nacional tem trabalhado com diferentes ministérios para promover a mobilidade “limpa”. Os ministérios de Energia, Meio Ambiente, Produção e Transporte analisaram em um grupo de trabalho conjunto as oportunidades para o desenvolvimento produtivo desta tecnologia e sua incorporação ao sistema de transporte público. Assim, foram reduzidas as tarifas de importação tanto para os ônibus como para automóveis e utilitários leves elétricos e, além disso, essa equipe impulsionou a reforma integral da Lei de Trânsito Nacional e sua regulamentação para atualizá-la em relação às mudanças tecnológicas.

Paralelamente a Cidade de Buenos Aires lançou seu Plano de Mobilidade Limpa até 2035, e foi proposta a redução das emissões de gases poluentes (CO2, NOx e MP) gerados por veículos de combustão, com o objetivo claro de melhorar a qualidade de vida dos moradores da capital argentina.

CARACTERÍSTICAS

As oito unidades farão a rota original estabelecida para cada linha. A autonomia varia de acordo com a tecnologia, e a seleção do tipo carga elétrica deve ser adaptado às características e à extensão das rotas.

No teste piloto, serão testados quatro ônibus de carga rápida, com autonomia de até aproximadamente 70 quilômetros, e o tempo necessário para o carregamento será de até 20 minutos para 80% durante o dia e de cerca de 40 minutos para 100%, em operação geralmente feita à noite.

Serão testados quatro ônibus de carga lenta, com autonomia de até 220 quilômetros aproximadamente, e tempo necessário de carregamento em torno de 2 a 5 horas para chegar a 100%. A carga é realizada à noite.

VANTAGENS DOS ÔNIBUS ELÉTRICOS

O governo de Buenos Aires enfatiza as vantagens dos ônibus elétricos: são ecológicos, não precisam de combustível para operar e não emitem gases poluentes, melhorando a qualidade do meio ambiente.

Além disso, produzem menos ruído do que os ônibus convencionais, por isso colaboram com um ambiente mais amigável e com a redução da poluição sonora. O uso de energia elétrica também é mais eficiente e mais barato que o combustível tradicional, com menores custos de manutenção, já que o motor de um ônibus elétrico é mais simples.

Por