Ciudad Bolívar recebe seu teleférico ‘TransMiCable’

Na última semana de 2018, depois de três anos de obras e adequações, a Prefeitura Principal de Bogotá entregou a Ciudad Bolívar, área localizada ao sul da capital, um dos distritos mais pobres da cidade, seu sistema de teleférico, chamado TransMiCable.

Uma nota do atual governo considera a inauguração uma conquista importante para a cidade. A nota diz que a administração atual recebeu o contrato doTransMiCable da administração anterior sem projetos completos, e que menos de 5% das propriedades haviam sido compradas. Ajustes foram feitos nos projetos para expandir a capacidade das cabines, de modo que eles tivessem cadeiras dobráveis.

ECONOMIA DE TEMPO E DINHEIRO

Com a obra entregue, os moradores de Ciudad Bolívar demoram apenas 13 minutos entre o Portal El Tunal e os setores de Mirador e El Paraíso, um trajeto que anteriormente podia levar 50 minutos.

Trata-se de um sistema totalmente integrado: com o mesmo cartão, os usuários podem descer dos ônibus do TransMilenio e ingressar no TransMiCable sem pagar um peso a mais.

O TransMiCable atenderá cerca de 700.000 pessoas da localidade. As 163 cabines do sistema transportam até 3.600 passageiros por hora e sentido.

“Este teleférico tem 3,5 quilômetros. É um sistema alimentador do TransMilenio 100% elétrico”, diz a gerente de TransMilenio, Maria Consuelo Araújo.

PERIODO “PEDAGÓGICO” DE DOIS DIAS

Para que os habitantes de Ciudad Bolívar conhecessem como opera o sistema, nos dias 27 e 28 de dezembro de 2018, realizou-se uma etapa ‘pedagógica’ com entrada gratuita dos usuários.

Nesses dois dias, os exercícios com a comunidade foram realizados durante uma menor quantidade de horas em comparação com a operação normal. A partir do sábado 29 de dezembro, a operação passou a ser normal, desde as 4h30 da manhã até as 10 da noite. Nos domingos e feriados, das 5h30 às 21h30.

O preço da passagem do TransMiCable é o mesmo do TransMilenio.  Além disso, para os usuários que tenham o cartão personalizado se aplicarão os benefícios de transferência a custo zero dos ônibus vermelhos, troncais, e azuis, zonais, e crédito de duas viagens, entre outras vantagens.

A nota da Prefeitura de Bogotá sublinha que na Estação João Paulo II do sistema haverá um local de atendimento ao usuários e personalização do cartão Tullave, que funcionará das 8 h às 21 h.

Com relação à frequência do serviço, a informação é que as cabines do teleférico, nos horários do rush, passarão a cada 10 segundos.

ANIMAIS DOMÉSTICOS PODEM VIAJAR

Outra informação importante: os animais de companhia (cachorros e gatos) também podem viajar nas cabines, sob as seguintes condições: um animal por cabine, os animais devem permanecer no piso não no braço, os animais de porte pequeno devem ser transportados apropriadamente, cachorros de raças grandes e médias devem estar com coleira permanecer dominados por seus donos, e cachorros potencialmente perigosos devem estar com coleiras e focinheiras.

EMPREGOS PARA A LOCALIDADE DE CIDADE BOLÍVAR

A Prefeitura principal de Bogotá disse ainda na nota que com a colocação em operação doTransMiCable, foram gerados empregos formais, muitos deles destinados a habitantes da própria localidade.

Os postos trabalho que se abriram em razão da entrada em funcionamento do TransMiCable serão ocupados gradualmente conforme o avanço da operação do sistema.

Os empregos se referem à operação do teleférico, com 250 pessoas; sistema de arrecadação, com 25 empregos e o TransMilenio, com 57 funcionários de apoio em áreas de atendimento ao usuário, como anfitriões e líderes de atendimento. Na fase inicial de operação, o sistema dá oportunidade de trabalho a 192 pessoas, das quais 75% são moradores da Ciudad Bolívar.

MAIS CONTROLES DE ACESSO E SEGURANÇA

O dispositivo de ingresso nas estações contará com um sistema diferente daquele implementado no componente troncal do Transmilenio. Os 19 pontos de acesso são de dois tipos, sendo um de piso a teto, com tambor giratório, e outro com portão  motorizado para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, para as quais há cabines totalmente acessíveis.

TransMiCable está integrado com os serviços tradicionais do TransMilenio através de um túnel com acesso pela Avenida Boiyacá, que une as plataformas do Portal Tunal com a primeira estação do teleférico denominada a Estação Tunal.

Quanto à segurança, o sistema conta com 164 câmeras de vídeo; cada uma das cabines conta com sistema fechado de vídeo e som, o que permite saber tudo o que acontece no interior delas.

Painéis solares asseguram a chegada das cabines à estação mais próxima em caso de corte de energia elétrica. Além disso, o sistema possui portas automáticas de segurança e wi-fi. Para aqueles que seguem para as estações de bicicleta há 615 vagas para guardar esse tipo de veículo: são 82 vagas na Estação Mirador do Paraíso;  52 na Estação Manitas; 44 na Estação João Paulo II e  437 vagas na Estação Tunal.

CUIDAR DO TRANSMICABLE DE CIUDAD BOLÍVAR

Com a entrada em funcionamento deste novo sistema, a Prefeitura destaca que os cidadãos devem exercer um papel muito importante: cuidar do sistema e apropriar-se dele. “Este é um projeto de cidade no qual não só a prefeitura está oferecendo transporte sustentável para as pessoas que habitam cidade Bolívar, que são mais de 700 mil, mas também é todo um componente de renovação urbana que transformará localidade”, salientou  a gerente de TransMilenio, Maria Consuelo Araújo.

Para estimular essa postura, o TransMilenio realizou um trabalho prévio de campo.  Um ano antes do início da operação, vários funcionários tem realizado um processo sociocultural com a comunidade para criar um sentido de pertencimento,  explicar seu funcionamento e dar a conhecer os benefícios do desenvolvimento urbano social econômico que traz a obra para sua localidade.

Em Ciudad Bolívar foram realizadas oficinas com  a participação de 35.582 estudantes, e, também, um plano para fomentar a atuação de ‘padrinhos’ e ‘madrinhas’, por meio do qual foram capacitados 876 líderes para que cuidem e se apropriem do sistema.

Veja também

Por