Megamáquinas constroem viaduto ferroviário em Buenos Aires

Na obra do Viaduto Mitre, em Buenos Aires, os trabalhos entraram em um estágio fundamental com a colocação em funcionamento da primeira de duas lançadoras de vigas ​​para construir a via férrea elevada.

Na obra do Viaduto Mitre, em Buenos Aires, os trabalhos entraram em um estágio fundamental com a colocação em funcionamento da primeira de duas lançadoras de vigas ​​para construir a via férrea elevada.

Por meio do transporte de vigas, que é usado pela primeira vez na cidade, os tempos de trabalho são substancialmente reduzidos e o viaduto é construído sem a necessidade de interromper o serviço ferroviário ou o tráfego de veículos.

Esta máquina, que pesa 220 toneladas, permite levantar as vigas e aduelas que compõem o viaduto, movê-las horizontalmente, encaixá-las e colocá-las em sua posição final. A máquina repousa sobre as colunas de concreto do viaduto e cobre a distância entre um estribo e a coluna mais próxima ou entre duas colunas adjacentes.

Este sistema é geralmente usado quando há condições de acesso difíceis ou quando a construção é realizada na água. Por esse motivo, é uma técnica amplamente empregada para a construção de pontes e viadutos.

Com esta tecnologia construtiva, o trem pode continuar a circular durante as obras e não é necessário interromper o uso da via, a não ser por períodos mínimos.

SOBRE O VIADUTO

O viaduto será executado na rota que vai da Avenida Dorrego à Avenida Congresso, compreendendo um total de 3,9 quilômetros. Com a elevação dos trilhos, oito barreiras ferroviárias serão removidas. Também serão abertas quatro novas passagens seguras, atualmente fechadas

As obras incluem a renovação total das estações Lisandro de La Torre e Belgrano C, que manterão sua localização atual, embora, no futuro, sejam elevadas.

Sob o viaduto serão instalados novos espaços públicos verdes, áreas de serviço e mobiliário urbano, para o uso dos moradores das áreas de Palermo, Belgrano e Núñez e da cidade como um todo.

Ver animação

Veja também

Por