O presidente da Associação Mexicana de Transportes e Mobilidade (AMTM), Nicolás Rosales, destacou as principais conclusões do 13º Congresso Internacional de Transportes (13º CIT)

Nicolás Rosales

Ao apresentar a mensagem final do 13º Congresso Internacional de Transportes (13º CIT), promovido em finais de abril de 2022 pela entidade que dirige, o presidente da Associação Mexicana de Transportes e Mobilidade (AMTM), Nicolás Rosales, destacou as principais conclusões do evento.

“Numerosas ideias foram expressas durante o congresso. Conseguimos reunir contribuições, experiências e práticas centradas na recuperação do sector neste tempo de crise provocada pelo Covid-19”, afirmou.

O executivo informou que todos deram o seu contributo para a organização do evento “para continuar com a modernização dos transportes públicos, para continuar a tarefa de melhorar a qualidade dos transportes, e para promover a mobilidade sustentável nas nossas cidades e melhorar a qualidade de vida das pessoas”.

PRINCIPAIS CONCLUSÕES

Nicolás Rosales apontou o que ele considerava serem as principais conclusões, listadas a seguir:

  •  “É essencial planejar as nossas cidades e sistemas de transporte com pessoas no centro.
  • “As políticas públicas em termos de mobilidade e desenvolvimento urbano devem ser voltadas para o Desenvolvimento Orientado dos Transportes. O principal objetivo é melhorar a qualidade de vida das pessoas.
  • “A prestação de um serviço que considere a acessibilidade, inclusão, igualdade, eficiência, e sustentabilidade da vida.
  • “Devemos deixar para trás o modelo do homem-caminhão e dar lugar a um modelo empresarial e de serviço, que permita a transição para a utilização de novas tecnologias.
  • “É necessário ter novos esquemas financeiros que permitam a sustentabilidade dos transportes públicos e a transição para a utilização de energias limpas.
  • “E finalmente, deixem-me insistir que só com trabalho colaborativo e a soma de vontades poderemos redefinir o transporte público e o desenvolvimento das nossas cidades numa abordagem mais humana, sustentável e sustentável”.

Desafios, mudanças, oportunidades e lições aprendidas

O presidente da AMTM disse que os bons resultados do 13º CIT motivam e comprometem a entidade a trabalhar mais estreitamente com os seus aliados estratégicos e a reforçar os laços de colaboração com instituições que visam melhorar a qualidade de vida e a sustentabilidade das nossas cidades.

O objetivo é procurar o desenvolvimento de transportes urbanos inclusivos, acessíveis e de qualidade que utilizem energia limpa.

Segundo Nicolás Rosales, este último ano “tem estado cheio de desafios, de mudanças, mas também de oportunidades e de lições aprendidas”.

O executivo salientou que “estamos num processo de franca recuperação das nossas atividades diárias e é por isso que reafirmamos o nosso compromisso de promover a mobilidade urbana sustentável, tendo a pessoa como eixo principal”.

AGRADECIMENTOS

O presidente da AMTM agradeceu a todos aqueles que tornaram possível o 13º CIT. “Chegamos ao fim desta edição do nosso congresso e gostaria de agradecer aos nossos patrocinadores, parceiros, assim como aos oradores e participantes, pela sua confiança e ampla participação.  A todos eles, o meu reconhecimento e o meu respeito”.

O dirigente informou que durante dois dias de transmissão, o evento contou com a presença de 39 especialistas de diferentes países: Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Espanha, Holanda, Reino Unido, Uruguai, Tunísia e México. E houve mais de 3.500 inscrições feitas em 25 países de todo o mundo.

ATÉ O 14º CIT

Nicolás Rosales informou que as conferências e mesas redondas estão disponíveis na seção de conteúdos por um período de 30 dias a partir de 29 de abril. “Convidem mais pessoas a registrarem-se para consultar as conferências magistrais, mesas redondas, bem como visitar nossa feira virtual, que permanecerá um mês e meio”.

Para terminar, disse: “Nós nos encontraremos no 14º CIT em 2023. Não baixemos a nossa guarda e continuemos a olhar uns pelos outros. Muito obrigado”.

O 13º CIT já terminou, mas você pode se inscrever e acessar os conteúdos do encontro. Clique aqui.

Veja também

Por