85% de progresso nas obras civis

Com o início das operações programado para o primeiro trimestre de 2023, o projeto da Linha 2 do Metrô do Panamá registrou 85% de progresso nas obras civis e sistemas eletromecânicos na primeira quinzena de novembro de 2021, e 38% de progresso no sistema ferroviário integrado (SIF), de acordo com o relatório oficial.

O novo trecho tem duas estações, denominadas ITSE (Instituto Técnico Superior Especializado) e Aeropuerto, e se estende por aproximadamente 2 quilômetros desde a bifurcação da Estação Sul da Linha 2 do Metrô até o novo terminal aéreo do Aeroporto Internacional de Tocumen (AIT).

Em relação às obras civis, com 3 frentes de trabalho ativas e 700 trabalhadores, este ano o projeto completou importantes etapas de construção como: todas as obras no viaduto e drenagem dos cursos de água existentes; a montagem da cobertura da Estação ITSE, e a montagem e içamento das passarelas de pedestres de ambas as estações. A montagem de todas as vigas do Projeto também foi concluída (104 “U”, “NU” e vigas de caixa), grandes estruturas com pesos entre 100 e 160 toneladas e dimensões entre 20 e 42 metros.

A Estação Aeroporto, que servirá a 8 mil trabalhadores e milhares de passageiros panamenses e estrangeiros, está 81% concluída em suas obras civis, e estima-se que a montagem de seu telhado será concluída até o final de 2021. Estes trabalhos exigem manobras altamente complexas, com um limite de altura de 18 metros, para não afetar o cone de aproximação das aeronaves durante seu procedimento de aterrissagem no aeroporto.

Por sua vez, a Estação ITSE tem 87% de progresso em suas obras civis e sua conectividade beneficiará mais de 5.000 estudantes do Instituto Técnico Superior Especializado, estudantes do Instituto Nacional de Formação Profissional e Treinamento para o Desenvolvimento Humano (INADEH), escolas e comunidades vizinhas.

Quanto ao sistema ferroviário integrado (SIF), o progresso até o momento inclui os projetos, bem como a chegada ao local de vários sistemas e componentes para esta fase. Recentemente, o empreiteiro SIF iniciou o trabalho de campo com a logística de içamento de equipamentos e materiais ao longo do viaduto, bem como a instalação da via férrea.

Veja também

Por