Ônibus elétricos para Valparaíso

O Ministério dos Transportes e Telecomunicações do Chile informou na primeira quinzena de agosto de 2021 que um concurso público permitirá a implantação de 35 ônibus elétricos com o padrão Vermelho na cidade portuária de Valparaíso.

Serão implantados dois serviços, ligando a área de Placilla-Curaumã com Plaza Wheelwright, atendendo a mais de 14 mil pessoas que poderão fazer essa viagem.

O Chile está promovendo uma estratégia nacional de mobilidade que visa tornar 100% do transporte público elétrico até 2040. A intenção é avançar em termos de eficiência energética, mitigação de gases de efeito estufa e ajudar a melhorar a mobilidade e a qualidade de vida das pessoas.

A Controladoria-Geral da República aprovou as bases que permitem ao governo abrir este concurso para a prestação de serviços de transporte público nas duas rotas.

CARACTERISTICAS

Cada um dos dois novos serviços do corredor elétrico terá percurso aproximado de 24 quilômetros e fornecerão conectividade aos usuários do Placilla Oriente e residentes em Placilla Poniente.

Ao fazer o anúncio, o Ministério dos Transportes e Comunicações detalhou que a oferta considera uma frota de 35 ônibus elétricos, que operará de segunda a domingo, com quase 150 saídas em dias úteis para cada serviço e frequência máxima no horário de pico de seis ônibus por hora.

A frota é composta por ônibus elétricos ‘padrão Red’ (de melhor qualidade), com comprimento entre 8 e 10,5 metros, entrada baixa (acesso universal), porta USB, WIFI e ar condicionado.

A Prefeitura de Valparaíso comemorou o fato de que, com a licitação, se identifica um sinal de descentralização da nova eletromobilidade que se vê em Santiago.

ADJUDICAÇÃO

Foi comunicado oficialmente que os serviços serão adjudicados por concurso público na figura de Zona de Serviço Elétrico, que vai coexistir com a atual Zona de Serviço de Ônibus Diesel.

Tal será conseguido através da incorporação de um novo ator, que ficará responsável pela exploração dos serviços por um prazo contratual de oito anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos, se assim for avaliado e decidido pelo Ministério dos Transportes e Comunicações.

O concurso público para este novo serviço terá a duração de cerca de três meses entre a publicação do edital e a assinatura do contrato.

Nele, serão avaliados atributos técnicos, como características do ônibus e eficiência energética; e aspectos econômicos, entre os quais o valor do subsídio mensal e o fator de garantia de arrecadação.

EQUIPE FEMININA

Outro ponto significativo do processo é que será incentivada a incorporação de equipe de mulheres motoristas, de modo que os licitantes se comprometam, ao longo do contrato, com a manutenção da igualdade de gênero na composição de seu quadro de trabalhadores.

Veja também

Por