Argentina inaugurou o Trem Museu Itinerante

Em 13 de agosto de 2021, na estação Junín – localizada na cidade argentina de mesmo nome a 260 km de Buenos Aires – aconteceu o início de operação do Trem Museu Itinerante, criado pela Trenes Argentinos Capital Humano, entidade ligada ao Ministério dos Transportes da Argentina.

A ideia é levar o patrimônio histórico-cultural ferroviário a todas as cidades do país. O acesso é livre e gratuito através do sistema de plantões online que pode ser acessado pelo link ao final desta nota.

NOVE VEÍCULOS

Os organizadores informam que o projeto é composto por nove vagões que constituem uma amostra representativa tanto dos diferentes carros de passageiros utilizados nos principais comboios históricos do país, como dos costumes de passageiros e trabalhadores ferroviários.

Além das peças mais destacadas do acervo do Museu Ferroviário Nacional, a proposta é enriquecida com mostras do Ministério de Turismo e Esportes da Argentina, da Casa de Moeda e do Ministério de Produção, Ciência e Inovação Tecnológica da Província de Buenos Aires.

Entre os carros totalmente restaurados na Oficina Junín Ministro Mario Meoni (o nome da oficina é homenagem ao ministro dos Transportes do atual governo, morto em 23 de abril de 2021 em um acidente de automóvel), estão o carro presidencial, usado por João Paulo II, um carro Salão Bar e um carro Cinema, além do CT 1517 Materfer, especificamente adaptado para expor parte do acervo do Museu Nacional Ferroviário

TAREFAS REALIZADAS

O relatório do Ministério dos Transportes diz que entre as principais tarefas realizadas na composição estão as reparações de carrocerias, com trabalhos em chapa e pintura, com aplicação de um esquema unificado para todo o trem.

Na mesma linha, também foi realizada uma revisão abrangente da parte inferior, para garantir segurança na circulação dos veículos.

Os organizadores afirmam que outro ponto a destacar é que o Trem Museu Itinerante foi construído cuidando do meio ambiente, reaproveitando carros que seriam transformados em milhares de toneladas de sucata. Seu aprimoramento implicou em um investimento que representa apenas 8% do que custaria para comprar carros novos.

Por outro lado, destaca-se na visita o papel das operárias que durante os anos 60 e 70 se encarregaram, em seu papel de hospedeiras, de promover os renovados e luxuosos serviços prestados pelas ferrovias argentinas.

OUTRAS CIDADES

Depois de passar todo o final de semana em seu primeiro destino, o trem partirá para as cidades de Chacabuco, Mercedes e Pilar, nos finais de semana seguintes.

Ressalta-se que tanto as instituições de ensino como o público em geral já podem agendar uma visita guiada – sob rígidos protocolos de saúde – por meio do sistema de plantão online desenvolvido para esse fim.

Clique aqui para acessar o endereço do sistema de reservas

Por