A Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô, do Brasil, publicou a programação básica da 26ª Semana Tecnológica Metroferroviária, que será realizada online de 1º a 4 de setembro de 2020

A entidade técnica e tecnológica brasileira do setor de transporte sobre trilhos Associação de Engenheiros e Arquitetos de Metrô (AEAMESP) publicou a programação básica de seu próximo congresso anual, a 26ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, que será realizada virtualmente no período de 1º a 4 de setembro de 2020, com inscrições gratuitas e certificados para os participantes.

Estão programadas sessões expositivas e de debates estruturadas em painéis, mesas-redondas e seminários, e três solenidades. Também haverá salas virtuais com apresentações de trabalhos técnicos, organizadas em oito áreas temáticas: Gestão Empresarial, Inovação, Manutenção Metroferroviária, Locomotivas e Vagões, Sustentabilidade, Sistemas, Planejamento de Transportes e Via Permanente.

“Congresso essencialmente técnico, a 26ª Semana de Tecnologia Metroferroviária terá como tema geral Trilhos para novos tempos”, informou a presidente da AEAMESP, engenheira Silvia Cristina Silva, a primeira mulher a dirigir a entidade. AEAMESP completa 30 anos em 2020.

O encontro conta com o apoio deste portal Mobilitas/OTM Editora e com a parceria de organizações nacionais e internacionais do setor: Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (ABIFER), Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobe Trilhos (ANPTrilhos), Associação Latino-Americana de Metrôs e Subterrâneos (ALAMYS), Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (SIMEFRE), Rede SIMEFRE, União Internacional de Transportes Públicos – Divisão América Latina (UITP-DAL).

PRIMEIRO DIA

Na tarde do primeiro dia, 1º de setembro 2020 (terça-feira), acontecerá a instalação dos trabalhos e anúncio dos vencedores do 7º Prêmio Tecnologia & Desenvolvimento Metroferroviários promovido pela Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) e pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU),

Na conferência inaugural do encontro, às 16 horas, o engenheiro e escritor Ricardo Vargas fará a conferência inaugural, abordando o conceito VUCA (Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade, na sigla em inglês).

SEGUNDO DIA

No segundo dia, 2 de setembro (quarta-feira) às 9 horas, estarão em foco experiências dos metrôs de Madri e do Porto com relação ao período pós-pandemia, em sessão coordenada pela Associação Latino-Americana de Metrôs e Subterrâneos (ALAMYS).

Ainda na manhã da quarta-feira haverá um painel sobre Planejamento, Projetos e Gestão da Expansão e Custeio da Operação do Metrô de São Paulo (10h30).

Para o período vespertino, estão programadas três sessões: Inovação no Metrô de São Paulo (14h), um painel com diretores do Metrô de São Paulo, Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e Metrô do Rio de Janeiro (16h).

No final da tarde (17h30), a Associação Brasileira da Indústria Ferroviária desenvolverá a sessão intitulada Inovações tecnológicas da indústria ferroviária brasileira.

TERCEIRO DIA

Os trabalhos do dia 3 de setembro (quinta-feira) começarão às 8h30 com a sessão da União Internacional de Transportes Públicos (UITP), Divisão América Latina, com o tema Os desafios pós-pandemia – Como a comunicação pode ajudar.

Ainda pela manhã, às 9h30, uma haverá sessão sobre duas áreas do Metrô de São Paulo: a universidade corporativa, Unimetro, e o serviço de consultoria, Metrô Consulting. Para a sequência matinal, a partir das 10h30, está programada sessão sobre o tema Planejamento urbano e da mobilidade andando juntos.

O período da tarde será também intenso. Começará às 13 horas com a sessão Monitoramento de ativos para redação de riscos operacionais e planejamento da manutenção em malhas ferroviárias.

Às 14 horas começará o IV Seminário Infraestrutura de Transporte Ferroviário, organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).

Às 16h30 terá início p painel intitulado Brasil Trem Jeito, organizado pelo Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre). A última sessão do dia discutirá o tema Desafios para geração de novas receitas.

ÚLTIMO DIA

O último dia, 4 de setembro (sexta-feira) terá às 9 horas a sessão O VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) no Brasil: resultados, desafios e perspectivas. Em seguida, acontecerá a sessão internacional As tendências da mobilidade após a pandemia.

No período da tarde, às 15 horas, haverá a sessão comemorativa dos 30 anos da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Metrô.

Às 16 horas, acontecerá uma conferência a cargo da Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, seguida da cerimônia de encerramento.

Clique aqui para inscrever-se gratuitamente na 26a Semana de Tecnologia.

Clique aqui para acessar o hot site do evento.

Veja também

Por