Revista Technibus 146 destaca o sistema BRT (Bus Rapid Transit) na cidade de Sorocaba, sede de uma área metropolitana no Estado de São Paulo, Brasil. Acesse a publicação gratuitamente

O sistema BRT (Bus Rapid Transit) na cidade de Sorocaba, sede de uma área metropolitana no estado de São Paulo, Brasil, é o tópico destacado na capa da edição 146 da revista Technibus, em português, que a empresa jornalística e editorial brasileira OTM Editora disponibiliza para consulta gratuita. Acesse a publicação através do link no final desta notícia.

Uma das matérias da edição mostra que a BR7 Mobilidade é a nova operadora de transporte público de outra importante cidade paulista, São Bernardo do Campo.

Segundo a revista, a Volvo vendeu 200 ônibus articulados para o Chile. Além disso, a capital chilena, Santiago, adquiriu modelos da fabricante de ônibus brasileira Caio com chassis Scania. 

A Mercedes-Benz apresenta novidades em ônibus rodoviários. E Angola informa que iniciou operação do sistema de transporte urbano regular.

EFEITOS DA PANDEMIA

A publicação também focaliza a crise que a Covid-19 vem acarretando ao setor. A Associação Nacional de Fabricantes de Ônibus (FABUS) prevê queda de 50% na produção brasileira de ônibus.

Otávio Cunha, presidente da Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU), avalia em entrevista os impactos da crise sanitária sobre o transporte urbano. E Francisco Christovam, assessor especial do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss), analisa as perspectivas que se apresentam do transporte coletivo

Também ouvido em entrevista, o engenheiro e professor Jurandir Fernandes, presidente da União Internacional de Transportes Públicos (UITP)– Divisão América Latina comenta as implicações da pandemia para a mobilidade nas cidades.

O editor Eduardo Chau Ribeiro dedicou ao tema o comentário inicial da publicação, intitulado “Como evitar o colapso do transporte coletivo no país”.

Uma boa notícia está na matéria sobre as soluções de biossegurança desenvolvidas pela multinacional brasileira Marcopolo e que já interessam a outros países latino-americanos.

Acesse a publicação

Veja também

Por