Novos trólebus e ônibus

Governo da Cidade do México apresenta informações sobre a aquisição de 130 novas unidades de trólebus e 97 ônibus para a Rede de Transporte de Passageiros (RTP).

O Governo da Cidade do México apresentou aspectos da renovação que vem sendo realizada no transporte público em 2020 para melhorar a mobilidade na capital do país. Esta renovação inclui um investimento total de mil 868,60 milhões de pesos (USD 83,55 milhões) para a aquisição de 130 novas unidades trólebus e 97 de ônibus para a Rede de Transporte de Passageiros (RTP).

As novas unidades têm autonomia de 75 quilômetros, são acessíveis a pessoas com deficiência e dispõem de melhor tecnologia que os ônibus atuais

Além de garantir o direito à mobilidade sustentável, o Governo da Cidade do México enfatiza que busca melhorar a qualidade do ar, fortalecer a eletromobilidade, reduzir as emissões poluentes e deixar a capital com um dos melhores transportes públicos de todo o país.

A Secretaria de Mobilidade informa que em 2018 quase 40% dos ônibus da RTP eram anteriores a 2008, ou seja, tinham mais de uma década, por isso foi decidido renovar a frota no ano passado com 200 unidades para reduzir emissões e melhorar a experiência do usuário.

SERVIÇO DE TRANSPORTE ELÉTRICO

O Serviço de Transporte Elétrico (STE) informou que, no final de 2020, a capital do país terá um total de 130 novas unidades de trólebus que foram adquiridas com um investimento de 1,27 bilhão de pesos (USD 56,37 milhões).

Desse total, 80 unidades correspondem a trólebus de 12 metros e piso baixo, acessíveis a pessoas com deficiência, com capacidade para 85 passageiros, seis câmeras de videovigilância, autonomia de 75 quilômetros, eficiência energética 50% melhor em comparação com para a frota atual, sistema de voz interno e externo, rádio, ventilação e é mais confortável.

Os 50 restantes são ônibus biarticulados de 18 m com capacidade, acessíveis a pessoas com deficiência, capacidade para 142 passageiros e autonomia de 75 quilômetros; Essas unidades serão usadas para o trólebus elevado Ermita-Iztapalapa que está sendo construído atualmente.

REDE DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS (RTP)

A Rede de Transporte de Passageiros (RTP) informou que foram investidos 597,60 milhões de pesos (USD 26,46 milhões), que são divididos da seguinte forma: 213,88 milhões de pesos (USD 9,47 milhões) na aquisição de 42 unidades para a flotilha Lázaro Cárdenas com tecnologia Euro VI e 12,5 m de comprimento; 247,95 milhões de pesos (USD 10,98 milhões) em 45 unidades da frota “Emiliano Zapata” com Euro VI e são 11 m; 135.836 milhões de pesos (USD 6,01 milhões) em 10 unidades – biarticulados de 25 metros, com Euro V EVV e filtro – para o Metrobús. Todas as unidades começarão a chegar em dezembro de 2020.

De acordo com o STP, o Euro VI é 98 vezes menos poluente que a tecnologia anterior, que é o Euro V; tanto as unidades Euro VI quanto o Euro V usam diesel com baixo teor de enxofre, menos poluente do que o tradicionalmente disponível. O Euro V já vem com filtros, ou seja, as emissões para o meio ambiente são muito baixas em comparação com as emissões que historicamente se registram na Cidade do México.

EM 2019, 200 UNIDADES COMPRADAS

Em 2019, foram adquiridas 200 unidades para a RTP: 76 unidades para a flotilha “Benito Juárez García” com tecnologia Euro VI, com 10,8 metros de comprimento e um investimento de 266.684 milhões de pesos (USD 11,81 milhões); 70 para “José María Morelos e Pavão” com Euro V, com 12,5 metros e investimento de 371 milhões de pesos (USD 16,43 milhões); 36 para “Vicente Guerrero” com Euro VI, 11 metros e investimento de 177,02 milhões de pesos (USD 7,83 milhões); e 18 para a Metrobús com Euro V EVV, com 18,5 metros, representando um investimento de 153.73 milhões de pesos (USD 6,80 milhões).

Anteriormente, estava planejado um investimento de 968,44 milhões de pesos (USd 42,86 milhões) para comprar 191 unidades e, graças ao parecer do Escritório das Nações Unidas para Serviços de Projetos (UNOPS), foi possível adquirir 11 unidades mais com os mesmos recursos em 2019.

Veja também

Por