Distanciamento

Nos grandes centros urbanos onde estão em vigor medidas de combate ao coronavírus, a população é constantemente informada da necessidade de manter uma distância mínima de pelo menos um metro e meio entre cada pessoa em situações sociais comuns, como ir ao supermercado, aguardar o ônibus ou acessar a estação de metrô.

No entanto, muitas pessoas esquecem essa norma que não está completamente assimilada. Por esse motivo, o governo da Cidade Autônoma de Buenos Aires, por meio da Secretaria da Mobilidade e Obras Públicas, decidiu realizar intervenções em mais de 500 espaços de espera (pontos de ônibus, pontos Metrobus e estações de metrô, entre outros) para incentivar o cumprimento da medida.

O objetivo da iniciativa é promover o distanciamento social em situações de espera, operação e uso do transporte público.

O projeto Distanciamento Social no uso do Transporte Público consiste em instalar uma série de gráficos e placas para representar a distância preventiva mínima de um metro e meio entre as pessoas, garantindo que seja respeitada.  A mensagem Manter distância ao formar a fila também será exibida em todos os cartazes informativos, nos centros de transferência e nos que estão em vias públicas.

Os projetos estão sendo incorporados aos ônibus e metrôs, com demarcação horizontal e gráficos verticais, que apresentam tipologias diferentes, dependendo do ponto de instalação.

A IDEIA É EXPANDIR

Já houve intervenção em mais de 500 lugares de espera e o plano de implantação prevê que sejam alcançados 100% dos pontos de ônibus da cidade, que são aproximadamente 6.800, começando em uma primeira etapa com os que têm maior demanda e afluxo de pessoas.

Nas paradas do Metrobus e nos centros de transferência, a distância social marcada entre cada pessoa que espera o ônibus é indicada por traços pintados nos ladrilhos, no solo. A distância preventiva mínima, como referência, corresponde a quatro peças. Além disso, adesivos em vinil serão aplicados nas paradas do Metrobus, nos centros de transferência, nos abrigos e em placas adicionais nos pontos de ônibus.

Veja também

Por