Trem Elétrico Urbano, Linha 3

O Sistema de Trem Elétrico Urbano (SITEUR) de Guadalajara apresenta o projeto de entrega-recepção da Linha 3. Atualmente é realizada a entrega formal das oficinas e garagens.

O diretor do Sistema de Trem Elétrico Urbano (SITEUR) de Guadalajara, Rolando Valle Favela, anunciou em fevereiro último o processo de entrega-recepção da Linha 3 do VLT, que detalha as condições que devem atender aos envolvidos no processo.

Rolando Valle explicou que a entrega-recepção ocorrerá em duas etapas: uma entrega substancial e uma entrega final do projeto, que dependerão das datas de entrega do Secretaria de Comunicações e Transportes (SCT).

Ele disse: “Assim que tiver uma recepção substancial do projeto começaremos com os testes pré-operatórios de nossa parte; estimamos uma duração de dois meses e, depois disso, já estaríamos em condições de colocar a Linha 3 em serviço comercial para a comunidade. Uma entrega-recepção substancial sempre deixa uma série de elementos pendentes que não afetam a segurança da operação comercial, que devem ser corrigidos para fazer uma entrega-recepção final; o período que decorre entre a entrega-recepção substancial e a final dependerá da acordos que temos com a SCT”.

CONDIÇÕES E ENTREGA FINAL

Para que a entrega substancial seja realizada, os trabalhos, os testes técnicos operacionais, a contratação e o treinamento de pessoal, entre outros, devem ter sido concluídos. Uma vez cumpridas essas condições, nas quais a confiabilidade, o conforto e a segurança do passageiro são garantidos, a Linha 3 poderá iniciar as operações.

Após esse processo, a entrega final do projeto começará, o que significa que a Secretaria de Comunicações e Transportes (SCT) resolveu os problemas pendentes, corrigiu todos os detalhes que poderiam afetar a operação e a segurança do sistema, os planos finais foram recebidos e a ata de aceitação final foi firmada, entre outros.

Por enquanto, ele explicou que a entrega-recepção das oficinas e garagens já começou: “Concordamos em iniciar a entrega desta propriedade com a intenção de prosseguirmos o acompanhamento para chegar a um acordo sobre como devem ser os processos não apenas para este, mas para cada um dos outros contratos. É uma propriedade de mais de dez hectares e meio, em conformidade com 11 escrituras e já se tornou uma única propriedade. Lá você pode ver uma série de instalações, oficinas, garagens para manutenção de vias”, afirmou.

OUTROS PONTOS

Rolando Valle informou que o governo de Jalisco continua fazendo sua parte. No caso do SITEUR, eles estão atualmente trabalhando na instalação de equipamentos pré-pagos, na incorporação de pessoal e nos processos de operação e manutenção da linha, para os quais ele assegurou: O SITEUR cumprirá a parte que lhe diz respeito no mês de março. No processo de entrega-recepção, devem ser considerados os aspectos técnicos que garantem e atestam o bom funcionamento da linha, bem como os aspectos administrativos e jurídicos, que serão realizados junto às autoridades municipais, estaduais e federais.

Veja também

Por