No México, o governo nacional e o Estado de Nuevo León assinam acordo visando implantar trem metropolitano para o aeroporto de Monterrey

O governo nacional do México, através da Secretaria de Comunicações e Transportes (STC), representada pelo secretário Javier Jimenez Espriu, e o Governo do Estado de Nuevo Leon, representado pelo governador, Jaime Rodriguez Calderon, assinaram em 16 de maio de 2019 acordo para coordenar ações para fortalecer o Sistema Integrado de Mobilidade Metropolitana em Monterrey. O presidente da República, Andrés Manuel López Obrador, serviu como testemunha de honra na assinatura do convênio.

Espriú destacou que o componente fundamental do convênio é a realização do corredor ferroviário de passageiros García-Aeropuerto de Monterrey, que complementa as obras da ferrovia da cidade, as quais já registram um avanço substancial.

A Secretaria de Comunicações e Transportes dará o apoio técnico a esta iniciativa que inclui revisão e compartilhamento de estudos e projetos executivos, e revisão e eventual concessão de título de atribuição correspondente ao Governo do Estado de Nuevo Leon, em termos de regulamentos aplicáveis.

O projeto, de 62 quilômetros, compreende um investimento de mais de 13 bilhões de pesos (USD 683,28 milhões); aproveitará a infraestrutura disponível para o transporte de passageiros e atenderá 11 milhões de usuários por ano, que se deslocam da região metropolitana de Monterrey até o aeroporto.

O Governo Federal, o Governo do Estado e a concessionária estão trabalhando para tornar realidade o chamado livramento ferroviário de Monterrey, o que desoneraria mais de 70% do tráfego ferroviário na região metropolitana.

Espera-se uma demanda de cerca de 250 mil usuários por dia na fase inicial do projeto, bem como uma redução de até 81 milhões de viagens anuais, que atualmente são realizadas em outros meios de transporte.

A linha terá inicialmente 27 estações – 22 estações intermediárias, dois terminais e três de transferência com o Metrorrey (sistema sobre trilhos) e Ecovía (BRT). O trem compreende um sistema de tração com motores diesel, terá capacidade para 200 passageiros e opção de acoplamento de mais carros para a formação de composições e assim oferecer maior capacidade. O trem se deslocará a uma velocidade média entre 40 e 55 quilômetros por hora.

Veja também

Por