Teleféricos para a Cidade do México

O Governo da Cidade do México está trabalhando para formular a licitação de quatro linhas de teleféricos: Linha 1 – Cuautepec – Índios Verdes (Município de Gustavo A. Madero); Linha 2 – Serra de Santa Catarina – Hermitage (Município de Iztapalapa); Linha 3 – Ajusco / Universidade (Município de Tlalpan); Linha 4 – Avenida Tamaulipas – San Antonio (Município de Álvaro Obregón).

Dados os desafios que uma metrópole como a Cidade do México apresenta quanto à mobilidade, a idéia é buscar alternativas que permitam aos cidadãos exercerem o seu direito à mobilidade com segurança, acessibilidade, eficiência, qualidade e igualdade.

Por exemplo, o projeto da Linha 1 – Cuautepec – Índios Verdes promete 54% de economia no tempo de viagem, segurança nas viagens e 3.200 toneladas de dióxido de carbono (CO2) mitigadas.

LICITAÇÃO TRANSPARENTE

Para garantir as condições de total transparência no processo de licitação, as autoridades da Cidade do México firmaram acordo com a Organização das Nações Unidas para Serviços de Projetos (UNOPS), que irá fornecer aconselhamento e apoio técnico nas fases de pré-oferta e concurso.

No processo de licitação, de caráter internacional, os responsáveis revisarão as ofertas técnicas e econômicas em companhia da equipe de consultores nacionais e internacionais da UNOPS.

PRIMEIRA LINHA EM JULHO DE 2020

O Governo da Cidade do México disse que o projeto vai custar 3 bilhões de pesos (USD 156 milhões) e reduzir em 54% o tempo de viagem da população das terras altas de Cuautepec à estação de metrô Índios Verdes. A primeira linha do novo sistema de transporte público ficará pronta em julho de 2020. Espera-se que as obras da Linha 2 – Santa Catarina – Constituição de 1917 comecem este ano.

Veja também

Por