Empresas de compartilhamento de bicicletas e de patinetes anunciam fusão; unirão forças para acelerar expansão na América Latina

MÁRCIA PINNA RASPANTI

A Grin, empresa latino-americana de patinetes elétricos, e a Yellow, startup brasileira de bicicletas sem estação e patinetes elétricos, anunciaram planos para a fusão das companhias para criar um novo player local em soluções de micromobilidade e serviços online to off-line. A união dará origem a holding GrowMobility Inc., formadapelas marcas e aplicativos Yellow e Grin, que neste momento seguem ativos de forma inalterada em todos os mercados que atuam. “Trata-se de uma fusão, pois estamos somando ativos e recursos. A transação está em andamento, nosso Jurídico está trabalhando nos detalhes burocráticos”, explica Ricardo Kauffman, diretor de relações públicas da Yellow.

Juntas, as companhias possuem atualmente mais de 135 mil patinetes e bicicletas em sete países, já realizaram 2,7 milhões de viagens em apenas seis meses e contam com 1,1 mil funcionários. O plano de curto prazo é mais do que dobrar sua frota, além de ampliar ainda mais suas ofertas e expandir para outros pontos da América Latina nos próximos meses. A Yellow está presente em dez cidades brasileiras.A Grin está em São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Cidade do México, Guadalajara, Bogotá, Santiago do Chile, Monterrey, Lima e Montevidéu. “A oportunidade de mercado na América Latina é enorme. Ambas as empresas estão escalando o mais rápido possível para atender a demanda dos usuários em toda a região. Essa transação apresentou uma grande oportunidade de combinar forças e recursos para avançar mais rapidamente para atender a nossa região de origem”, afirma Kauffman.

A Grow está comprometida em atender às necessidades de mobilidade em toda a América Latina, onde a combinação de alta densidade populacional e infraestrutura de transporte insuficiente cria uma demanda única por soluções de micromobilidade. A Grow manterá e ampliará a operação de bicicletas sem estações e patinetes da Grin e da Yellow no Brasil, México, Colômbia, Peru, Uruguai, Chile e Argentina, além de expandir para novos países no continente. “Nós queremos construir uma plataforma que garanta serviços essenciais para os latino-americanos. De início, focaremos em mobilidade, serviço de entrega de comidas e pagamentos, mas não vamos nos limitar a eles. Ao acompanhar companhias que estão desenvolvendo plataformas desse tipo em outras regiões, como a Grab, no sudeste da Ásia, é possível perceber que existe um potencial de aplicação muito grande”, diz Kauffman.

A Grow vai alavancar e continuar a construir sua plataforma própria de pagamentos digitais que oferecem uma maneira segura e conveniente para o número significativo de usuários desbancarizados na América Latina realizarem transações. “A YellowPay é uma unidade central de negócios da Grow e, como tal, planejamos continuar a desenvolvê-la e expandi-la em todos os países nos quais a empresa estará presente. O objetivo é oferecer uma maneira segura e conveniente de pagar (em dinheiro!) pelos serviços da empresa, principalmente porque existe um número alto de pessoas, nos mercados nos quais atuamos, que não são bancarizadas”, diz Kauffman.

A Grow vai incorporar e expandir sua parceria existente com a Rappi, maior plataforma de entrega de alimentos e produtos na América Latina, que atualmente opera em 27 cidades de sete países. Os mais de 20 milhões de usuários da Rappi já podem desbloquear patinetes e bicicletas diretamente pelo aplicativo. “Estamos empolgados em unir duas empresas latino-americanas de tecnologia, que compartilham a mesma visão de transformar não apenas o transporte, mas também melhorar os serviços de infraestrutura e impulsionar a atividade econômica em toda a nossa região”, diz Jonathan Lewy, cofundador da Grin e presidente do conselho da GrowMobility Inc.

A nova holding acredita no potencial do mercado latino-americano. “A demanda por esses serviços cotidianos na América Latina é enorme e, combinando forças e recursos, poderemos nos mover mais rapidamente para atender mais usuários. Estamos ansiosos para desenvolver as fortes relações de Grin e Yellow com as autoridades locais e outros agentes interessados em parcerias para criar um valor duradouro para nossa região”, disse Sergio Romo, cofundador da Grin e CEO Global da Grow.“Temos muita sorte em reunir duas equipes experientes e bem-sucedidas com profundo conhecimento de mobilidade urbana e das necessidades dos clientes que atendemos”, disse Ariel Lambrecht, cofundador da Yellow e diretor global de produtos da nova empresa.

Veja também

Por