VLT Carioca, mais de 17 milhões de passageiros em 2018

A direção do VLT Carioca, do Rio de Janeiro, Brasil — informa que o sistema encerra o ano de 2018 com mais de 17 milhões de passageiros transportados e mais de 150 mil viagens realizadas. No mês de dezembro, o sistema tem circulado em média com 80 mil pessoas/dia útil, crescimento de 42% em relação ao mesmo período de 2017.

De janeiro a dezembro, a frota do sistema de VLT percorreu 1,4 milhão de quilômetros nas ruas do Centro e Região Portuária do Rio. Desde o início da operação, em junho de 2016, mais de 33 milhões de pessoas já andaram de VLT.

O tempo de percurso foi reduzido em mais de 50% e hoje já é possível percorrer o trajeto completo das duas linhas (da região da Rodoviária ao Aeroporto Santos Dumont ou à Praça XV) em cerca de 25 minutos.

O sistema permite a interconexão entre os principais sistemas de transporte do Rio de Janeiro: terminal de ônibus urbanos, estação rodoviária intermunicipais, barcas, porto, trem metropolitano, aeroporto, teleférico e metrô

As paradas de maior fluxo do sistema confirmam o VLT como um modal integrador. Central (trens, metrô, ônibus), Colombo (VLT+VLT), Cinelândia (metrô) e Praça XV (barcas) são os pontos de maior movimento e também locais de conexão.

Dentre as 26 estações em operação, a estação Central é a de maior público e concentra pouco mais de 10% dos embarques diários. Também é o local em que mais é usado o benefício do vale-transporte, alcançando em média mais de 50% dos usuários.     

MOTIVO PRINCIPAL DE DESLOCAMENTO

A direção do VL Carioca destaca ainda que em média 70% do público utilizam o VLT para deslocamentos de trabalho, de acordo com pesquisas realizadas desde o início da operação. Nos fins de semana, com novos polos de entretenimento criados e recuperados no Centro, as viagens com finalidade de lazer e turismo chegam a 45%.

Veja também

Por