Três pesquisas sobre bicicletas

Os resultados de três pesquisas feitas e divulgadas pela Secretaria do Meio Ambiente (SEDEMA) da Cidade do México para facilitar o estudo do impacto da bicicleta como meio de transporte estão disponíveis e podem ser conhecidos através de links no final desta nota. Trata-se das pesquisas sobre a Percepção do Sistema de Transporte Individual ECOBICI, a Caminhada Dominical com Bicicleta e os Bicestacionamentos CDMX.

A Pesquisa de Percepção da ECOBICI destaca que quatro entre 10 pessoas que usam o serviço são mulheres; 49% dos usuários são solteiros, seis em cada 10 usam a ECOBICI para começar a trabalhar ou trabalhar em atividades relacionadas e 20% pararam de usar carros particulares e táxis convencionais ou transporte por aplicativo, o que contribuiu para a diminuição das viagens feitas em veículos motorizados.

Além disso, os entrevistados relatam que as principais vantagens da ECOBICI são a economia de dinheiro e a melhoria da condição física de quem a utiliza, e 75% consideram que perceberam mudanças positivas em sua qualidade de vida; 61% disseram que nunca havia se transportado de bicicleta e 95% acham que graças a esse sistema há uma melhora na mobilidade na capital do país.

Por sua parte, o exercício estatístico de Muévete en Bici revela que 34% dos participantes são mulheres, 49% vão semanalmente para a ciclovia recreativa CDMX, cuja permanência média é de duas a três horas. Da mesma forma, 32% dos participantes praticam esportes, 43% acham que, como participam, sentem-se mais relaxados e 99% recomendariam essa atividade para familiares e amigos.

Graças a esta pesquisa, sabe-se que os participantes apoiam o programa, já que 63% dos entrevistados disseram que gostariam que a viagem de domingo aumentasse sua rota, 45% agora pegam a bicicleta como meio de transporte depois de ter participado e 82% considera que está contribuindo positivamente na mobilidade da capital.

Por fim, a pesquisa BicestacionamientosCDMX destaca que, antes da construção destes, 75% das pessoas não usavam a bicicleta para a primeira e a última viagem; 76% disseram que vão trabalhar e, graças à experiência da bicicleta, 93% consideram não utilizar novamente o modo de transporte utilizado antes da implementação desta estratégia intermodal.

Nesse sentido, 66% dos entrevistados disseram que, após deixarem a bicicleta em qualquer um dos BicestacionamientosCDMX, continuam sua viagem no Sistema de Transporte Coletivo (STC).

Um dos parâmetros que permitem medir o sucesso dessa política é que 86% dos respondentes afirmaram utilizar o serviço cinco vezes por semana e 41% consideram que, graças ao uso da bicicleta, adquiriram melhor condição física.

Acessar as três pesquisas

Veja também

Por