Mobilidade escolar com bicicletas

Bogotá amplia o programa ‘Para a escola de bicicleta’, que alcança mais de 1.200 crianças e já fez mais de um milhão de viagens.

A Prefeitura de Bogotá informa que, com 74 novas rotas, maior uso de ciclovias e pistas exclusivas durante as viagens à escola, mais de 1.200 crianças participam do programa ‘Para a escola de bicicleta’.  Trata-se de uma iniciativa de mobilidade sustentável que reúne as secretarias municipais de Educação e Mobilidade.

O prefeito Enrique Peñalosa afirmou que o programa já contabiliza mais de um milhão de viagens de ida e volta à escola com a utilização da bicicleta. “Esse fato confirma a Cidade Bogotá como um pioneiro na mobilidade escolar sustentável com uso maciço de bicicletas. Por isso, queremos fortalecer ainda mais esta iniciativa para que nossos filhos, além de transitarem seguros de bicicleta, cresçam felizes e se apropriem de todo os cenários que lhes oferece a cidade”.

Juan Pablo Bocarejo, secretário de Mobilidade, afirmou que o projeto continua “de uma forma muito entusiasta”, em razão de inovações na concepção de novas rotas de confiança com os critérios de segurança rodoviária. Segundo ele, neste ano foram realizadas 160 intervenções de infraestrutura em ambientes escolares, com a finalidade de assegurar a redução dos riscos de acidentes para menores e guias do programa.

Jovem participante do programa. Foto: Prefeitura de Bogotá

Segurança como corresponsabilidade. A secretária de Educação, María Victoria Angulo, disse que um das iniciativa que se soma ao programa Para a escola de bicicleta é a criação da rede de proteção e um novo protocolo de segurança entre pais e filhos. “Este programa promove a co-responsabilidade dos pais e da comunidade de moradores quanto à proteção e ao bem-estar dos estudantes integrantes do programa ‘Para a escola de bicicleta’, tanto no trajeto das ‘rotas de confiança’, nas quais os estudantes são acompanhados pelos guias, como nos pontos de encontro, onde são recebidos por seus guardiões”.

Para oferecer maior segurança aos estudantes, foram criados em colégio oficiais 12 Centros de Fortalecimento Local nos quais guias e pedagogos do programa desenvolvem para crianças e jovens oficinas de segurança viária, destreza com a bicicleta e mecânica básica. Estão envolvidos nesta iniciativa 190 guias, dez líderes locais, oito pedagogos, noves gestores territoriais e dez técnicos mecânicos. Neste programa, segundo a secretária María Victoria Ângulo, a bicicleta se transforma em uma ferramenta pedagógica para que as meninas, meninos e jovens de Bogotá percorram e se apropriem de sua cidade.

Veja outras informações na pagina no programa ‘Para a escola de bicicleta’

 

Veja também

Por