Depois de dois anos de experiência em São Paulo, empresa implanta plataforma para reserva de helicópteros sob demanda na Cidade do México.

A Voom, subsidiária da Airbus, que opera em São Paulo desde 2016, anunciou no início de março de 2018 o lançamento de sua plataforma de reserva de helicóptero sob demanda para a Cidade do México.

Operando em São Paulo, Brasil, desde 2016, a empresa Voom, subsidiária da Airbus, anunciou no início de março de 2018 o lançamento de sua plataforma de reserva de helicóptero sob demanda para a Cidade do México. Segundo a companhia, o interessado pode reservar e voar em apenas 60 minutos ou planejar sua viagem com até sete dias de antecedência.

A Voom informa não possuir ou operar nenhum helicóptero e deixa claro que não que não oferece um serviço de táxi aéreo. A empresa assinala que, com o recurso de dispositivos móveis, tem apenas o propósito de fazer a conexão entre passageiros e operadores de helicópteros licenciados e certificados pelas autoridades competentes – Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), no Brasil,  e Direción General de Aviación Civil (DGAC), no México, sendo tais operadores “inteiramente responsáveis” pelo voo contratado.

De acordo com a companhia, a Cidade do México foi uma escolha natural como a segunda cidade para lançamento do serviço, entre outras, por duas razões: como São Paulo, a capital mexicana é uma das cidades mais congestionadas do mundo e também já conta com uma ampla infraestrutura para helicópteros em sua área metropolitana, incluindo o controle de tráfego aéreo dedicado a esse tipo de aeronave.

LOCAIS CONVENIENTES

Tanto em São Paulo como na Cidade do México, a empresa coloca à disposição de seus clientes o que qualifica como  “locais convenientes”. A descrição do serviço paulistano menciona pontos como um hotel na Avenida Faria Lima, área de escritórios luxuosos no sudoeste da cidade, e o Campo de Marte, tradicional local de pouso de helicópteros, além dos aeroportos de Guarulhos e de Congonhas. Os voos acontecem de segunda a sexta, das 7h às 20h.

No caso da Cidade do México, com voos de segunda a sexta das 7h30 às 18h30, as ligações apontadas como exemplos são com as áreas de Montes Urales e de Interlomas e também com os aeroportos internacionais da Cidade do México e de Toluca.

A empresa sublinha que as rotas e horários de funcionamento estão sujeitos a alterações de acordo com a época, demanda e preferência dos clientes. E, no caso paulistano, sugere que o cliente use a própria Voom para reservar o transporte terrestre por meio da parceira Cabify.

CUSTOS

O site da Voom dá exemplos de rotas e preços. Em São Paulo, o percurso entre o bairro nobre do Itaim e Guarulhos, com tempo médio de 15 minutos de vôo, custa 300 reais (USD 92,34); entre outro bairro nobre, Brooklyn, e Guarulhos, com demora média de 17 minutos, custa 350 reais (USD 107,73), mesmo preço do vôo entre os aeroportos de Congonhas e Guarulhos, que, não obstante, demora, em termos médios, 14 minutos.

No caso da capital mexicana, os preços em dólar são mais elevados. O vôo entre o Aeroporto da Cidade do México e Interlomas, com 12 minutos em média, custa 2.500 pesos (134,25 USD); o vôo entre o Aeroporto de Toluca e Interlomas, com duração de 16 minutos, custa 4.500 (USD 241,69) e a conexão entre a Cidade do México e o Aeroporto de Toluca custa 5.500 pesos (USD 295,40), mais o Imposto sobre Valor Agregado (IVA). Por Alexandre Asquini.

Veja também

Por