Na COP26, UITP mostra o transporte público como parte das soluções para a crise ambiental. “Defendemos mais transporte público, mais tempo”, disse o secretário-geral da entidade, Mohamed Mezghani

Mohamed Mezghani

A União Internacional de Transportes Públicos (UITP) participou de 31 de outubro a 14 de novembro de 2021, em Glasgow, Escócia, da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), que reuniu representantes dos 196 países signatários do Acordo de Paris.

Liderada por seu secretário-geral, Mohamed Mezghani, a delegação da UITP tinha clareza quanto ao fato de o transporte público não estar no topo da agenda dos tomadores de decisão como deveria estar, e, em razão disso, compreendeu que sua presença e participação na COP26 foram ainda mais vitais.

Junto com muitos de seus membros, partes interessadas externas e parceiros — através da participação em eventos, painéis, reuniões bilaterais e entrevistas à imprensa, e reuniões com ministros, prefeitos, líderes da indústria fornecedora, representantes de organizações internacionais e pares de outras associações profissionais —, a UITP defendeu o transporte público como parte das soluções para a crise ambiental.

“Nosso tempo em Glasgow envolveu uma agenda cheia de reuniões, eventos, aparições e entrevistas, onde em cada reunião defendemos mais transporte público, mais tempo”, disse Mezghani, explicando que a UITP exerceu pressão para que o transporte público tivesse maior presença na agenda. E prosseguiu: “Nossa programação ativa, defesa e divulgação foram ainda mais impressionantes devido às restrições necessárias da Covid-19, tornando a COP26 uma reunião climática única”.

 RELEVÂNCIA

 Mohamed Mezghani frisou que há muito a ser dito sobre o significativo papel do transporte público para proporcionar uma vida melhor na cidade. “O transporte público é voltado para as pessoas, e será um futuro centrado nas pessoas que ajudará nosso planeta. Isso exige mais atenção dos tomadores de decisão”.

 Ele acrescentou: “Como 70% das emissões do transporte ocorrem em áreas urbanas, é extremamente importante para a UITP, em nome do setor global de transporte público, mostrar como nossa indústria oferece muitas soluções para ajudar a mitigar a mudança climática”.

O dirigente assinalou que enquanto o mundo luta com o aumento das temperaturas, das emissões e da necessidade de lidar com as mudanças climáticas, a UITP sabe que o setor que ela representa pode desempenhar um papel importante para o futuro global.

E disse: “No momento, apenas cerca de 30% dos planos nacionais de ação climática incluem transporte público. O transporte público é uma grande solução para a crise climática, por isso, deve aparecer em todos os planos”

Mezghani ponderou que o acordo final alcançado na COP26 envolve compromisso para algumas partes, mas não inclui foco suficiente na mobilidade ativa e sustentável.

De todo modo, novamente avaliando a atuação da UITP na COP26, o secretário-geral afirmou: “Nosso tempo em Glasgow foi muito bem gasto, e aqueles que ocupam cargos decisórios devem aumentar seu foco no transporte público. A UITP deixou a Escócia cheia de otimismo em relação ao nosso setor e com a determinação de continuar focando na ação climática com transporte público. E eu continuo otimista de que podemos realizar esta mudança para proporcionar um futuro melhor para todos”.

ANTES DA COP26

No período que antecedeu ao evento internacional, a UITP já havia unido forças com vários parceiros externos para defender o setor de transporte público como instrumento para superar a crise ambiental.

A UITP colaborou com a REN21 em um novo Resumo de Políticas (Policy Brief). A REN21 se define como comunidade global de energia renovável de atores da ciência, governos, ONGs e indústria, que fornece fatos atualizados e revisados ​​por pares, números e análises de desenvolvimentos globais em tecnologia, políticas e mercados, com o objetivo de permitir que os tomadores de decisão façam a mudança para a energia renovável imediatamente.

Com a Fundação Europeia para a Formação (ETF), a UITP cooperou na elaboração emissão de uma Declaração Conjunta sobre o tema. E com a União Internacional de Ferrovias (UIC) fez uma parceria no Dia do Transporte para chamar o transporte público a liderar a descarbonização.

Veja também

Por