Brasil anuncia o lançamento do III Desafio do Coletivo, vinculado a um programa de inovação em mobilidade urbana

No dia 7 de julho de 2021, a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), que congrega operadores de transporte público por ônibus do Brasil, anunciou o lançamento do III Desafio do Coletivo.

A iniciativa faz parte das atividades do Coletivo, o programa de inovação em mobilidade urbana criado pela entidade em maio de 2019.

O programa de inovação surgiu para fomentar a evolução do transporte público coletivo, visando à mobilidade sustentável nas cidades, o desenvolvimento das pessoas e da qualidade de vida. Foi concebido para promover um ecossistema de inovação entre os principais públicos ligados à mobilidade urbana e, assim, desenvolver soluções inovadoras com foco no usuário do transporte coletivo urbano.

APOIADORES

São patrocinadores do programa Coletivo as empresas Caio Induscar, Marcopolo, Mercedes-Benz e Praxio.

Figuram como parceiros institucionais as entidades brasileiras Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (Anpet), Instituto do Movimento Nacional pelo Direito ao Transporte Público de Qualidade para Todos (MDT) e Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e CWBus Inovação; a entidade internacional WRI Brasil e a empresa Porto Digital.

Como parceiros de conteúdo, apoiam o programa Coletivo as seguintes organizações: Cittati, Calypso, Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE), CWbus Inovação, IT2S Digital, Mobilibus, Necta, Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (OICS) e Sustentamo-Nos.

INSCRIÇÕES

Até 20 de agosto de 2021 estarão abertas as inscrições para novos projetos que participarão do III Desafio do Coletivo, com objetivo de promover mudanças positivas na mobilidade urbana.

Todos os projetos inscritos devem ter como foco a mobilidade urbana coletiva e apresentar soluções voltadas para a melhoria do transporte público no país, com foco no aumento dos clientes. Ao final do III Desafio do Coletivo, os três primeiros colocados serão pré-incubados no hub de inovação da NTU.

O edital do III Desafio Coletivo pode ser visto aqui.

A inscrição deve ser realizada mediante preenchimento do formulário que pode ser acessado aqui.

O sítio eletrônico do Coletivo pode ser acessado aqui.

Como será o desenvolvimento do III Desafio do Coletivo

A NTU informa que o III Desafio do Coletivo vai trabalhar com grandes temas da mobilidade urbana coletiva.

Os inscritos deverão propor soluções voltadas para os seguintes segmentos: meios de pagamento; sistemas de bilhetagem eletrônica; operação de transporte público; otimização de processos; fidelização do cliente; informação ao usuário e roteirização; geração de receitas extratarifárias; transporte sob demanda; mobilidade como serviço (MaaS); otimização do uso de dados (Big Data), além de soluções relacionadas à saúde e segurança.

Além de ‘startups’ focadas em transporte público coletivo, o Coletivo também pretende receber inscrições de grupos e profissionais de outros nichos de atuação, mas que apresentem soluções aplicáveis nas áreas da mobilidade urbana coletiva. A intenção é ampliar o número de inscrições e diversificar os modelos de projetos inscritos.

TRÊS ETAPAS

O III Desafio do Coletivo será composto por três etapas principais: 1) Peneira – Avaliação dos projetos inscritos e deferimento das inscrições pela equipe do Coletivo; 2) Seletivas – Apresentação e avaliação classificatória, e 3) Pitch Day – Apresentação e avaliação final.

Seletivas. Nas Seletivas, os inscritos selecionados deverão realizar uma apresentação de no máximo cinco minutos dos projetos de inovação propostos à equipe do Coletivo e aos membros do Conselho de Inovação da NTU. Para cada inscrito selecionado, uma data e horário serão atribuídos no período de22 e 30 de setembro de 2021 para a apresentação dos projetos via videoconferência na plataforma Zoom.

Para a fase final serão selecionados os seis melhores projetos de inovação. Nesta etapa, serão avaliados o impacto na mobilidade urbana coletiva, a escalabilidade da solução, a rentabilidade do negócio, sua replicabilidade, a relevância do problema, a adequação ao mercado, o time e capacidade de execução, o modelo de negócios, a concorrência e diferencial competitivo e o nível da inovação.

Etapa final. O Pitch Day, ou etapa final, será realizada de forma virtual no dia 23 de setembro de 2021, via plataforma Zoom, como parte da programação do Seminário Nacional da NTU.

A apresentação de cada candidato (ou grupo) será feita no formato de Pitch e deverá durar no máximo cinco minutos.

As apresentações deverão ser realizadas de forma oral, com ‘slides’ e a exposição e/ou a explicação do funcionamento de um protótipo da solução.

Após a apresentação, o participante deverá responder às perguntas feitas pelo júri e/ou encaminhadas pela plateia.O júri será composto por especialistas selecionados pelo Coletivo.

Premiação.  Os três primeiros colocados do III Desafio do Coletivo terão o direito de participar da pré-incubação no Hub Coletivo.

A pré-incubação de projetos oferecerá, durante o período de seis meses, o suporte para que os projetos de inovação se desenvolvam em termos técnicos, comerciais e administrativos, entre outros.

CRONOGRAMA

Na sequência, está o cronograma do III Desafio Coletivo. Período de inscrições – de 7 de julho a 20 de agosto de 2021. Deferimento das inscrições – 21 de agosto de 2021. Peneira – de 22 a 30 de agosto de 2021. Publicação das inscrições selecionadas – 1º de setembro de 2021. Seletivas – de 2 a 10 de setembro de 2021. Publicação dos participantes aprovados para o Pitch Day –14 de setembro de 2021. Pitch Day para Conselho de Inovação e Parceiros do Coletivo – 23 de setembro de 2021.

Veja também

Por